sexta-feira, 19 de julho de 2013

Eu me olhei no espelho!

Hoje me peguei pensando em tudo que estava acontecendo ao meu redor...
E percebo como o mundo é engraçado, como as coisas giram, trocam de lugar!
Todavia, esse ano está sendo um ano de surpresas. Umas agradáveis, outras por ora nem tanto.  Se eu for comparar aos outros anos, o tal 2013 veio recheado de novidades que me conduzem a um árduo caminho de batalhas, vitórias, inevitáveis derrotas e perdas, conquistas e descobertas.... E dessas convicções que trago, me resta apenas a certeza:  Não estou sozinha; aliás, nunca estive!
Tenho me apoiado muito em algumas pessoas, as quais hoje vem me erguendo toda vez que tendo a cair. Pessoas essas que conheci ao logo dos anos, outras que acabei de conhecer, porém a graça de tudo isso, é que hoje sei o círculo que me rodeia, que por mais que seja pequeno é verdadeiro. Não terei surpresas, não me decepcionarei, pois lido com pessoas corretas, amigas de verdade.  E o mais engraçado de tudo isso, é que elas me amam do jeito que sou, sabem exatamente os meus defeitos e mesmo assim elas me aceitam.
No passado, como qualquer ser, acabei cometendo alguns deslizes como confiar em pessoas erradas, me deixando levar por olhares “carinhosos”, palavras meigas, abraços acolhedores... pura carência minha, hoje vejo assim e me parece bem mais claro agora.
Nessas idas e vindas, a vida me proporcionou conhecer pessoas incríveis, capazes de acender uma luz em cada esperança que, por vezes, falta. Nesse meio, existe uma mulher, muito guerreira, de sorriso farto, olhar acolhedor, preocupada que só ela... mas pera ai não estou me enganando novamente? ... percebo que não, essa é de verdade, essa não esconde, não trapaceia, não chora de mentira, não sorri para ser sociável. Essa mulher sorri de verdade, briga de verdade, ama de verdade, porque essa mulher é de verdade.
Dei oportunidade para que eu mesma pudesse me conhecer melhor, e ver quantas coisas vinha errando e hoje, venho buscando repará-las. Perdi pessoas, que não gostaria de ter perdido, cometi falso julgamento, pequei em não ser tão clara quanto deveria. E a grande pena é que precisei perder para perceber o quanto essas pessoas hoje me fazem falta. Mas a sorte que tenho é que algumas dessas me amam de verdade, e por mais que eu tenha errado com elas, essas me deram mais uma chance de recomeçar e fazer diferente.
De todas as vezes que prometi modificar meu jeito, sempre acabei pecando por falta de clareza, mas hoje eu busco a transparência e tenho ganho tanto com isso que se tivesse antes maturidade suficiente, jamais teria deixado essa virtude escapar!
Assim vou trilhando mais um ano e buscando ser uma pessoa melhor a cada sol que nasce e se põe. Vou polindo meus saberes, costurando minhas falhas, apontando meus defeitos e valorizando quem me é de verdade.
Quem nunca pensou em se olhar no espelho sem pensar em corrigir o que está esteticamente fora do lugar, experimente. Eu fiz isso e venho conhecendo uma nova menina, ou mulher... ela é tão incrível que a cada dia descubro um fato novo e pouco a pouco vou me surpreendendo. Ela não tem o corpo perfeito aos padrões de beleza da sociedade, nem seu sorriso é de propaganda de creme dental, suas roupas nem sempre acompanham a moda, e seu gosto musical não coincide com a época a qual vive. Mas certamente essa princesa, que mais parece uma ogra é muito mais feliz hoje que busca se conhecer de verdade, e tem pessoas verdadeiras ao seu lado, do que antes que não descia de seu pedestal florido se quer para pedir desculpa!

Nenhum comentário:

Postar um comentário