sábado, 19 de outubro de 2013

O valor não é uma simples palavra, mas sim algo que deveria ser executado.
Dar valor as coisas, as pessoas, aos momentos, as atitudes...
Dar valor a um filho, a um pai, a uma familia.
Quantos um dia gostariam de ter um pai e uma mãe sentados a mesa, e outros tendo se quer lembram-se de desejar um bom dia ao acordar.
Já pararam para pensar o quanto um "bom dia" é significativo?
O quanto um "boa noite" tem força?
Comecei a pensar nisso só depois que não os tive, o que é errado, humano mas errado!
Porque damos valor as coisas somente quando perdemos?
Porque não nascemos gratos por estar tendo a oportunidade de desfrutar desse mundo?
Olhe a sua volta e perceba todos que o rodeiam. Note seus rostos...
Já havia percebido o quanto eles lhe são familiares e ao mesmo tempo estranhos?
Muitas vezes escuto meu eu, ou alguém que me rodeia dizer:  -como queria voltar no tempo e fazer diferente...
Muitas pessoas gostariam de voltar no tempo, eu gostaria!
Se voltasse, com certeza aproveitaria tão mais minha infância, daria muito mais valor aos "bons dias" e " boa noites" que pareciam tão rotineiros.
Vivemos em um mundo preocupado com a estética, com a moda, com o padrão social.
E o amor, e o bom dia? Existem?
Familias fantasmas que nem se quer olham um filme juntos no sofá da sala.Irmãos que nunca se fizeram confidências, a não ser fatos que ambos tenham de esconder dos pais!
Dar valor as coisas somente quando se perde é burrice!
Não espere perder para se arrepender. Antes de fazer algo, vise se não vai magoar ninguém.
Uma lágrima escorrida é um sorriso perdido.





sexta-feira, 19 de julho de 2013

Eu me olhei no espelho!

Hoje me peguei pensando em tudo que estava acontecendo ao meu redor...
E percebo como o mundo é engraçado, como as coisas giram, trocam de lugar!
Todavia, esse ano está sendo um ano de surpresas. Umas agradáveis, outras por ora nem tanto.  Se eu for comparar aos outros anos, o tal 2013 veio recheado de novidades que me conduzem a um árduo caminho de batalhas, vitórias, inevitáveis derrotas e perdas, conquistas e descobertas.... E dessas convicções que trago, me resta apenas a certeza:  Não estou sozinha; aliás, nunca estive!
Tenho me apoiado muito em algumas pessoas, as quais hoje vem me erguendo toda vez que tendo a cair. Pessoas essas que conheci ao logo dos anos, outras que acabei de conhecer, porém a graça de tudo isso, é que hoje sei o círculo que me rodeia, que por mais que seja pequeno é verdadeiro. Não terei surpresas, não me decepcionarei, pois lido com pessoas corretas, amigas de verdade.  E o mais engraçado de tudo isso, é que elas me amam do jeito que sou, sabem exatamente os meus defeitos e mesmo assim elas me aceitam.
No passado, como qualquer ser, acabei cometendo alguns deslizes como confiar em pessoas erradas, me deixando levar por olhares “carinhosos”, palavras meigas, abraços acolhedores... pura carência minha, hoje vejo assim e me parece bem mais claro agora.
Nessas idas e vindas, a vida me proporcionou conhecer pessoas incríveis, capazes de acender uma luz em cada esperança que, por vezes, falta. Nesse meio, existe uma mulher, muito guerreira, de sorriso farto, olhar acolhedor, preocupada que só ela... mas pera ai não estou me enganando novamente? ... percebo que não, essa é de verdade, essa não esconde, não trapaceia, não chora de mentira, não sorri para ser sociável. Essa mulher sorri de verdade, briga de verdade, ama de verdade, porque essa mulher é de verdade.
Dei oportunidade para que eu mesma pudesse me conhecer melhor, e ver quantas coisas vinha errando e hoje, venho buscando repará-las. Perdi pessoas, que não gostaria de ter perdido, cometi falso julgamento, pequei em não ser tão clara quanto deveria. E a grande pena é que precisei perder para perceber o quanto essas pessoas hoje me fazem falta. Mas a sorte que tenho é que algumas dessas me amam de verdade, e por mais que eu tenha errado com elas, essas me deram mais uma chance de recomeçar e fazer diferente.
De todas as vezes que prometi modificar meu jeito, sempre acabei pecando por falta de clareza, mas hoje eu busco a transparência e tenho ganho tanto com isso que se tivesse antes maturidade suficiente, jamais teria deixado essa virtude escapar!
Assim vou trilhando mais um ano e buscando ser uma pessoa melhor a cada sol que nasce e se põe. Vou polindo meus saberes, costurando minhas falhas, apontando meus defeitos e valorizando quem me é de verdade.
Quem nunca pensou em se olhar no espelho sem pensar em corrigir o que está esteticamente fora do lugar, experimente. Eu fiz isso e venho conhecendo uma nova menina, ou mulher... ela é tão incrível que a cada dia descubro um fato novo e pouco a pouco vou me surpreendendo. Ela não tem o corpo perfeito aos padrões de beleza da sociedade, nem seu sorriso é de propaganda de creme dental, suas roupas nem sempre acompanham a moda, e seu gosto musical não coincide com a época a qual vive. Mas certamente essa princesa, que mais parece uma ogra é muito mais feliz hoje que busca se conhecer de verdade, e tem pessoas verdadeiras ao seu lado, do que antes que não descia de seu pedestal florido se quer para pedir desculpa!

sexta-feira, 26 de abril de 2013

quinta-feira, 25 de abril de 2013

Mesmo com todo amor que há em meu ser,
Mesmo com todo o carinho que recebo dos meus,
mesmo com todo a alegria que transpareço, e que não nego, sinto!
Ainda falta!
Faltam beijos de boa noite, com desejos de sono bueno
Faltam olhos preocupados, olhos que saibam exatamente que não é apenas uma dor de cabeça.
Faltam repreensões, palavras duras, que por tão duras salgam a face.
Faltam elogios sinceros e carinhosos
Está se chegando mais um ano, mais um gomo...
Como se a cada ciclo que passo, mais saudade sinto.
E quando me comparam a ti, dona Fernanda... É como se eu fosse tão mais eu, tão mais mulher.
A honra que carrego em levar teu nome, é a mesma responsabilidade que enfrento em seguir teus passos.
Além de tudo, prometi que trilharia meu caminho repleto de glórias, optaria pelo correto, pelo leal, pelo digno. Respeitaria os seres, amaria o próximo, e seria boa com quem me fosse bom.
Aprendi contigo, minha alfa, que devemos doar-nos e sermos nós mesmos onde quer que estejamos. 
Acredito que tentando ser como eras consiga estar mais perto de ti.
E assim eu vou, seguindo meu caminho, trilhando meu horizonte, tentando fazer um eu em ti...
Espero um dia ser a mulher que fostes, e ter a honra de possuir o sorriso mais bonito que eu já vi nos lábios de um ser..
Te amo eternante, e um dia eu prometo te reencontrar!

terça-feira, 22 de janeiro de 2013



 ... Aqui jazem todas as angústias,as súplicas, os pedidos, os medos, , as alegrias, as tristezas, a solidão...
Jazem momentos únicos, momentos os quais jamais virão a se repetir...
    ....a saudade, o acreditar....
.. As lágrimas, o desespero, o renascer... a morte...
Todos os momentos de uma vida...uns eternos, outros não...

Aqui, e somente aqui, jaz uma nova esperança...

sexta-feira, 18 de janeiro de 2013


As batidas do seu coração e o sussurrar da sua voz são o som mais importante do meu mundo. Estou tão sintonizada nele agora que juro que poderia ouvi-lo a quilometros de distância. Mas nada disso importa, pois venho me redescobrindo na ausência da sua alma e no silêncio de suas palavras! 

(Andorinha)

quarta-feira, 16 de janeiro de 2013


Sede...

Olhar, esse teu olhar...
que me  persegue desde que habito este mundo,
que deixa parceiros e levam outros embora,
que carrega pedaços e dilacera outros
E, que hoje a mim nada vigora.

Aroma, ah esse teu aroma
Que rasga a pele só em sentir
Que traz nas curvas o ardor marcante
 nem o mais relutante, por ser confiante
Deixa de distinguir

E se a pele rasgar,  se o aroma ficar
No olhar estará marcado, na estria do pecado
O desejo encantado vislumbrado em tons carmim

E do jeito que te encontro, te retorço, te desmonto
Te desejo como for...
Sou amor, sou ardor de dia claro a noite escura
Me levando, sedento, ao teu encontro
Diante dos olhos da mãe lua.

( Andorinha )